Publicidade

Cancelado debate sobre economia do cuidado

O trabalho de cuidado – com a casa, os filhos, idosos e doentes – é essencial, não é remunerado e recai principalmente sobre mulheres

09/07/2024 às 15h32
Por: Redação Fonte: Agência Câmara
Compartilhe:
Renato Araujo/Câmara dos Deputados
Renato Araujo/Câmara dos Deputados

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados cancelou a audiência que faria nesta quarta-feira (10) sobre a economia do cuidado. O debate atendia a pedido da deputada Flávia Morais (PDT-GO) e ainda não foi remarcado.

Continua após a publicidade

"A economia do cuidado não é apenas um setor; é um ecossistema que emprega 381 milhões de pessoas globalmente, representando 11,5% do emprego total. Esses números refletem a magnitude e a importância do cuidado em nossas vidas", afirma Flávia.

A deputada explica que esse cuidado se manifesta de diversas formas: cuidado infantil, de longa duração, a pessoas com deficiência, a idosos, entre outros. "É importante destacar que as mulheres são as principais provedoras desses cuidados, muitas vezes sem remuneração ou reconhecimento adequado."

Flávia Morais é a primeira signatária da proposta de emenda à Constituição que considera o cuidado como um direito social (PEC 14/24). "Essa proposta é um passo fundamental para reconhecer e valorizar o trabalho de cuidado como um direito social, e não como uma mercadoria", afirma.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Salvador, BA
26°
Tempo limpo

Mín. 24° Máx. 25°

27° Sensação
4.55km/h Vento
64% Umidade
100% (3.06mm) Chance de chuva
05h56 Nascer do sol
05h24 Pôr do sol
Sun 24° 23°
Mon 25° 23°
Tue 25° 24°
Wed 25° 24°
Thu 25° 24°
Atualizado às 16h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,60 +0,00%
Euro
R$ 6,10 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 397,927,83 -0,49%
Ibovespa
127,616,46 pts -0.03%
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade